SEGURANÇA – DESPESA OU INVESTIMENTO?